Rollemberg reconhece que viaduto precisava de manutenção

Rollemberg reconhece que viaduto precisava de manutenção

07/02/2018 0 Por Redação

O trecho do viaduto que desabou na manhã de ontem, no centro de Brasília, não deixou vítimas, mas assustou moradores e atrapalhou o trânsito. Segundo o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, o monumento precisava de manutenção.

“São viadutos antigos. Desde o início do nosso governo, fizemos manutenção em oito viadutos. Seis deles receberam reforço estrutural. Infelizmente, Infelizmente, um dos viadutos que estava nos nossos planos de recuperar desabou antes que pudéssemos iniciar a obra de recuperação”, explicou o governador.

O Eixão Sul permanecerá interditado em alguns trechos, inicialmente, até o dia 19 de fevereiro, para que sejam feitas todas as perícias técnicas e as primeiras providências para limpar a área e para analisar quais as providências deverão ser tomadas para a recuperação do viaduto. No entanto, Rollemberg não informou qual será o trecho que terá o trânsito interrompido.

“A interdição do Eixão será no trecho necessário para garantir a segurança da população e para ações de perícia e limpeza da área, para definir as medidas que vamos tomar. Isso vai ser definido o mais breve possível”, disse. Segundo o governador, ainda há risco de novos desabamentos no local.

O plano de recuperação do viaduto será elaborado por uma comissão composta por representantes de diversos órgãos do governo, além de especialistas do Conselho Regional de Engenharia (CREA), Clube de Engenharia e da Universidade de Brasília (UnB).

Em 2013, uma auditoria do Tribunal de Contas do Distrito Federal detectou fragilidades em diversos monumentos de Brasília, entre elas o viaduto. Na oportunidade, a equipe de vistoria recomendou que a obra fosse reformada.

De acordo com a presidente do CREA, Fátima Có, a recuperação do viaduto deve levar até seis meses.

 

Fonte: Agência Brasil