Aplicativo permite consultar horários de ônibus e traçar rotas em tempo real

Aplicativo permite consultar horários de ônibus e traçar rotas em tempo real

01/02/2018 0 Por Redação

O governo de Brasília lançou nesta quarta-feira (31) um aplicativo que permite ao passageiro consultar os horários dos ônibus em tempo real e traçar destinos. A posição dos veículos será monitorada por GPS.

Caso haja um acidente, por exemplo, o passageiro saberá a hora atualizada em que o transporte passará por onde ele está.Para o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, esse é um avanço muito significativo para a cidade. “Quando a pessoa tem a possibilidade de saber com exatidão o horário de ônibus, ela fica muito mais confortável e segura, pois só precisa ir para o ponto de ônibus na hora certa”, disse na cerimônia desta manhã no Palácio do Buriti.

Para traçar possíveis rotas, basta definir um ponto de partida e um de chegada para saber quantas linhas fazem o itinerário e o horário delas.

Se o passageiro quiser saber apenas as opções que circulam por determinado lugar, é só informar a localização para ter acesso a todas as linhas que passam por ali.

O aplicativo já está disponível na Google Play (por enquanto, é preciso pesquisar como +Ônibus geocontrol) e, até dia 15 de fevereiro, estará também na Apple Store. Por enquanto, apenas informações referentes às linhas operadas pelas empresas Piracicabana e Marechal estão disponíveis.

Quem preferir acessar por meio de um endereço eletrônico, deve acessar o site do Bilhete Único, pelo banner do aplicativo.

A ferramenta foi desenvolvida por uma empresa contratada pelas concessionárias que operam o sistema.

Para o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, a novidade vai evitar a espera desnecessária dos passageiros. “A intenção é informar o horário do ônibus que a pessoa quer pegar antes de ela sair de casa, por exemplo”, disse. “As pessoas vão conseguir planejar suas viagens com muito mais facilidade e conforto.”

De acordo com Damasceno, a plataforma está em teste e pode ser atualizada conforme sugestões feitas pelos próprios passageiros.

Fornecer as informações para a população foi possível graças a uma série de outras medidas. A primeira foi a instalação do GPS por meio de chips nos ônibus, que transmitem as informações para centros de comandos das empresas, que replicam os dados para o Centro de Supervisão Operacional do governo, também entregue hoje.

Esses dados recebidos pelo Centro de Supervisão Operacional em um mapa com o georreferenciamento dos coletivos, que funciona na sede do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), é que são repassados à população.

A ideia é que, a partir de agora, a gestão do sistema fique mais precisa e transparente. Com a criação do centro, o governo terá acesso aos horário e itinerários que os veículos cumprem diariamente em tempo real e poderá definir ações de forma mais rápida.

“Essa ferramenta vai beneficiar, inclusive, os próprios rodoviários, pois vamos perceber com mais precisão quanto tempo realmente cada linha precisa para fazer a viagem”, explicou o diretor-geral do DFTrans, Léo Carlos Cruz.

A fiscalização também será facilitada, pois haverá alerta para as vezes que houver furos de viagem, desvio de itinerário ou atraso, por exemplo. “O DFTrans poderá gerenciar melhor suas ordens de serviço e corrigir possíveis falhas na operação”, avaliou o secretário, ao informar que isso deve diminuir os atrasos muitas vezes sentidos pelos passageiros.

O novo espaço também receberá as informações do posicionamento dos ônibus por GPS, a princípio, das empresas Piracicabana e Marechal.

Elas são responsáveis pela operação nas seguintes regiões:

Piracicabana

  • Cruzeiro
  • Fercal
  • Lago Norte
  • Planaltina
  • Plano Piloto
  • Sobradinho
  • Sobradinho II
  • Sudoeste/Octogonal
  • Varjão

Marechal

  • Águas Claras
  • Ceilândia
  • Guará
  • Taguatinga
  • Park Way

Em 90 dias, toda a frota das cinco empresas que operam o sistema será acompanhada. O centro vai ser gerido pelo Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) e terá a participação de funcionários da Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle da Secretaria de Mobilidade e das concessionárias.

As entregas fazem parte do Circula Brasília — Programa de Mobilidade Urbana do Distrito Federal.

 

Fonte: Agência Brasília